Publicações > PSG na imprensa

19/07/2019

Hapvida compra RN Saúde, operadora mineira, por R$ 53 milhões

Terceira no ranking do setor, empresa cearense vem aumentando a sua participação no mercado do Sudeste

Por Luciana Casemiro

 

Hapvida compra RN Saúde, operadora de saúde mineira, e expande sua atuação no Sudeste –  Foto: Pixabay

 

O    grupo Hapvida ,    terceiro    no    ranking    de    operadoras da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), com 2,39 milhões de beneficiários — atrás apenas de Amil e Bradesco — adquiriu por R$ 53 milhões, 75% das cotas representativas do capital social da RN Saúde.

 

Com 50 mil usuários e receita líquida de R$ 123 milhões, em 2018, a RN tem sede na cidade de Uberaba/MG e atua no setor de saúde suplementar na região do Triângulo Mineiro.

 

Hapvida, que nasceu em Fortaleza, no Ceará, e tem forte presença no Nordeste e no Norte do país, diz em sei comunicado que a aquisição corrobora com a sua “estratégia de expansão geográfica, por meio da utilização de plataforma de crescimento na região do Triângulo Mineiro, uma região com cerca de 620 mil beneficiários de planos de saúde privado e cerca de 2,4 milhões habitantes”. A meta do grupo é consolidar sua atuação nacional e se tornar o primeiro no ranking nacional de operadoras de saúde. No comunicado, a empresa explica ainda que a compra será paga à vista.

 

A concretização do negócio está sujeita à aprovação da ANS e do Conselho Administrativo de Defesa Econômica   (Cade),   além da de assembleia geral de acionistas da companhia.

 

Segundo o advogado Manuel Eduardo Borges,  do escritório Peluso, Stupp e Guaritá Advogados, que assessorou a operação, essa já é a terceira aquisição da companhia na região Sudeste, todas empresas de assistência à saúde, a maior parte do perfil é corporativo, sem oferta de planos odontológicos.

 

Em maio, a Hapvida comprou, por R$ 5 bilhões, o Grupo São Francisco, com sede em Ribeirão Preto , no interior de São Paulo, que tem oito hospitais próprios, além de operadoras de planos de saúde e odontológicos e empresas de resgate rodoviário e saúde ocupacional. Somados os usuários de planos odontológicos, o grupo contabiliza uma carteira de 4.042.269 de beneficiários, segundo dados mais atuais da ANS, referentes a maio.

 

Em abril do ano passado, a companhia fez sua abertura de capital em bolsa. Em 12 meses, as ações da companhia acumulam alta de 49%. Hoje, no entanto, os papeis encerraram o dia com queda de 2,2%, cotados a R$ 42,73.

 

Confira o ranking das maiores operadoras do país

AMIL                                                   3.549.728

 

BRADESCO SAÚDE S.A.                   3.272.173

 

HAPVIDA                                           2.394.395

 

NOTRE DAME INTERMÉDICA       2.198.958

 

SULAMÉRICA                                    1.809.181

 

 

https://oglobo.globo.com/economia/hapvida-compra-rn-saude-operadora-mineira-por-53-milhoes-23820197

Copyright 2022 - PSG - Peluso Stupp e Guaritá Advogados – Todos os direitos reservados